Header
PortuguesFrancesEspanholInglesAlemanOutro LinguagemSimplicidadePrintEmailHome
Geléia

Quem Somos?

Chácara Marabú é um pequeno paraíso que já vem sendo mantido há 70 anos.

Arvol mayor

No ano 2006 a chácara esteve a venda sendo que um grande tesouro da natureza estava em perigo. Dependendo dos novos proprietários a chácara poderia ter sido loteada, principalmente pela proximidade que tem de Rolândia (a cidade mais próxima). Portanto nós da família decidimos manter este oásis com o apoio de muitos amigos, conhecidos, pessoas que por aqui passaram nestes 70 anos, muitos até mesmo do estrangeiro e que aqui encontraram um lugar de paz, sossego, cheio de árvores, pássaros, águas, enfim um pedaço de natureza ainda puro. Dos 3 alqueires, 1 ainda é mata nativa original, isto é, nesta parte não houve nenhuma interferência direta do homem assim que podemos lá observar figueiras e perobas enormes (com mais de 300 anos) assim como diversas outras plantas e animais originários daqui. E para manter este lugar e apoiar que outros lugares como este na região se mantenham, resolvemos abrir a chácara ao público.

De que forma?

Primeiramente temos a "Pousada Rural Marabú", atualmente com 2 chalés a disposição para até 8 pessoas incluído café da manhã com frutas, geléias deliciosas e um pão artesanal caseiro! Para os hóspedes estão a disposição trilhas ecológicas, banho de cachoeira, uma natureza deslumbrante, muita paz e tranqüilidade. Também oferecemos cursos de cozinha vegetariana assim como a possibilidade de ajudar nas tarefas diárias da chácara como, por exemplo, colher frutas, fazer geléias e licores.

Fazemos parte da "rota do Café" como ponto de apoio servindo "Almoço Rural Vegetariano" ou "Café Suíço" para turistas.

Pousada Marabú

Oferecemos cursos de artesanato como "Fibra de Bananeira" onde grupos podem aprender a fabricar bolsas, chapéus, braceletes com a fibra natural da bananeira.

Para as crianças oferecemos educação ambiental em parceria com as escolas da região.

Além disto participamos de WWOOF que é e uma organização mundial, com mais de 99 países envolvidos e milhares de viajantes e propriedades afiliadas. As propriedades afiliadas como a Chácara Marabú recebem jovens viajantes do mundo inteiro que desejam conhecer o Brasil de uma forma diferente, "aprender fazendo, participando". Os viajantes ajudam com os trabalhos diários na nossa propriedade, e nós hospedamos os viajantes, dessa forma se faz um intercâmbio cultural que beneficia a todos.

Além disto criamos uma linha de produtos naturais produzidos aqui de forma artesanal. Se chama "Delícias Marabú". São geléias, Patês, licores, sucos e compotas feitos sem colorantes, sem conservantes químicos, sem produtos manipulados geneticamente e sem aromas artificiais. Na compra destes produtos você apóia este projeto de manter a natureza intacta e de criar novos ambientes naturais através do reflorestamento. Obrigado!!

Queremos aqui agradecer desde já o seu apoio a este projeto de proteção da natureza. Se tiver alguma sugestão ou crítica construtiva entre em contato conosco.


  • Nossa Historia
  • Página 2
  • Página 3
  • Página 4
  • Página 5
  • Página 6
  • Página 7
  • Página 8

Chácara Marabú - 70 anos

Há 70 anos atrás quando o norte do Paraná estava começando a ser desbravado Arnold e Alice Rechsteiner, um casal de suíços resolveram aventurar-se por estas terras com o intuito de formar um novo lar numa terra estranha nunca antes percorrida. Nova língua, novos costumes, outro clima, outras plantas e animais, cobras, aranhas, mosquitos, outras doenças como a tão mencionada malária enfim uma mudança radical em suas vidas. Arnold trabalhava como tradutor de inglês ao alemão e nos meses de inverno era instrutor de esqui nos Alpes suíços. Acostumado ao frio maravilhou-se com o clima subtropical daqui. Alice trabalhava como camareira em luxuosos hotéis, quão grande foi a sua mudança de vida vindo morar de forma absolutamente humilde no meio da selva. Mas os dois queriam recomeçar suas vidas num lugar distante da Europa que por aqueles anos sofria uma grande crise com muitos rumores de fanatismo e guerra. Página 2...

Historia página 1

Por acaso lhes caiu em mãos um livro de um aventureiro suíço que tinha passado pelo Brasil. No livro o autor mencionava uma família suíça que morava em Rolândia, os "Grob". Assim por meio desta família conseguiram comprar terras da companhia de terras inglesa e sem hesitar muito zarparam em direção ao desconhecido, num navio, onde muitos outros europeus se encontravam, cada qual em busca do seu sonho. Em 1. de Outubro de 1937 chegaram ao Brasil, no porto de Santos. Perplexos e exaustos depois de horas e horas de viagem chegaram a Rolândia que naquela época não era muito mais que uma estação de trem com um par de casas.

Porém ao chegarem estavam muito curiosos para descobrir como seriam suas terras sendo que no mesmo dia foram inspecioná-las! Era tudo diferente do que imaginavam, nem mesmo uma estrada havia até lá. Só havia mata nativa. Nos primeiros dias dormiram no hotel que havia perto da estação. Mas rapidamente Arnold construiu um pequeno rancho com as primeiras árvores derrubadas e então puderam se mudar. Página 3...

Historia página 2

O rancho só tinha um cômodo sendo o banheiro fora assim como a cozinha que era um fogão á lenha feito de tijolos. Assim foram se acostumando á nova moradia e com o tempo construíram uma casa de peroba que até hoje está de pé. Arnold a construiu somente com a ajuda de sua esposa e de um livro que explicava como fazer as vigas e caibros. Eles precisavam batizar a nova terra. Pensaram em muitos nomes que combinariam e acabaram por escolher o nome de "Marabú" um pássaro, pois o rio que por ela passa se chamava Marabú.

O trabalho era árduo mas satisfatório. Depois de derrubar uma certa parte da mata deixando como era lei 1/3 intacto, foram cultivando a terra, e logo perceberam que a terra era demasiadamente frutífera. Arroz, milho, laranja, verduras de todos os tipos, tudo nascia e crescia muito rapidamente e como não havia inverno rigoroso sempre tinham algo para colher, para plantar, para cultivar. Havendo mais do que o necessário para a própria alimentação, começaram a vender ou trocar seus produtos na cidade mais próxima (Rolândia). Poucos anos mais tarde Alice ficou grávida e ganhou sua criança aqui mesmo na chácara Marabú, com a ajuda de uma parteira. Página 4...

Historia página 3

Hoje em dia não se pode mais imaginar isto, mas naquela época tudo era bem mais simples, era absolutamente normal dar a luz ao seu filho em casa. Também o tempo parecia passar mais devagar do que hoje em dia. As famílias se visitavam mutuamente e tinham muito tempo para conversar, trocar idéias e até mesmo filosofar. Alice e Arnold também se encontravam para jogar cartas com amigos vizinhos também suíços. Livros havia muitos pois era algo que os imigrantes não se esqueciam de trazer, assim sendo que a vida cultural não deixava a desejar.

Os anos foram passando e a "modernidade" também aqui começava a tomar conta da sociedade, transformando os costumes da população. Começaram a surgir máquinas, novas invenções, telefone, rádio e por fim a televisão. Tudo num espaço de tempo muito curto. Para Arnold foi um desgosto muito grande ver a "Terra Nova", este pequeno paraíso ser pouco a pouco transformado, urbanizado, modernizado. Por fim até os vizinhos começaram a utilizar agrotóxicos, tratores, colhedeiras mudando toda a característica da região, fazendo sumir muitas espécies de animais e plantas. Página 5...

Historia página 4

A poluição da cidade já podia se perceber nos esgotos e rios e nas cidades a poluição visual e sonora era grande para quem estava acostumado com o campo. Arnold viveu até seus últimos dias negando-se a participar desta "loucura" mantendo o seu pedaço de terra livre de agrotóxicos, livre de inseticidas, de pesticidas, de herbicidas. Ele também era contra adubos químicos e contra a utilização de máquinas para o tratamento da Terra, assim como todo e qualquer ato de sofrimento para com os animais. Ele era contra a matança e o confinamento de animais para a finalidade de se produzir carne para o consumo humano vivendo como exemplo de que sem carne se pode viver mais saudavelmente. Depois de sua morte Alice continuou a zelar pela chácara vendendo seus produtos numa carroça na cidade. Também Alice era vegetariana passando este conhecimento para sua filha, netos e bisnetos que até hoje cultivam esta maneira saudável de viver.Página 6...


Historia página 5

Anos mais tarde Ursula, filha de Alice veio morar novamente na chácara com seu marido Heino e seus 3 filhos que aqui puderam gozar de uma infância alegre e saudável. Depois dos filhos terem seguido seus caminhos indo os três morarem no exterior, Heino e Ursula continuaram a morar na Chácara Marabú, também eles cuidando para que este pequeno tesouro da natureza continua-se intacto não utilizando agrotóxicos nem adubos químicos.

Também a mata nativa de 24000 metros quadrados foi mantida e zelada por todos estes 70 anos. Não raramente na época de seca começava a arder em chamas uma parte da mata, sendo o fogo causado por ignorância de pessoas que não davam valor ao "mato". Assim com muito custo conseguiam apagar os focos de chamas, dias depois ainda tinha de se controlar as brasas que havia. Página 7...


Historia página 5

No ano de 2005 Ursula e Heino não podendo mais tomar conta da chácara Marabú a puseram á venda e foram morar na cidade. Muitos apareceram para comprar ou trocar por outras casas ou terreno porém parecia que ninguém queria pagar o preço que valia a propriedade. Habitantes da cidade juntaram-se dirigindo-se a prefeitura com o pedido de que a chácara com sua mata nativa fosse preservada. Assim por mais de 8 meses esta terra estava ameaçada de ser destruída por compradores que eventualmente iriam "reestruturá-la" até mesmo podendo ser loteada para a construção de várias casas pois está hoje em dia próxima da cidade.

Assim reconhecendo o valor tanto histórico como natural do lugar familiares e amigos resolveram manter este pequeno paraíso produzindo para arrecadar fundos para a preservação do lugar produtos que aqui mesmo nascem e crescem. Delícias da chácara Marabú são portanto produtos de ótima qualidade que podem ser adquiridos na própria chácara e na feira local. Também há o almoço rural e a pousada rústica. Página 8...

Historia página 5

Queremos agradecer a todos que nos apoioaram e continuam a apoiar neste nosso trabalho de preservação tanto da história quanto da natureza deste lugar.

Historia página 5


Sugerir Site


Inicio | Quem somos | Fotos | Delícias Marabú | Café Suíço | Almoço Rural | Reservas | Loja | Blog | Links | Contato

Copyright © 2011 Pousada Marabú | All Rights Reserved